FILO DOS CORDADOS

of 25

Please download to get full document.

View again

All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
PDF
25 pages
0 downs
2 views
Share
Description
FILO DOS CORDADOS. Filo Chordata – grandes animais existentes na Terra, dentre eles, o homem. Grande adaptação, diversos hábitos de vida, grande complexidade e de excelente exploração ambiental. Um dos filos mais conhecidos. Geralmente, simetria bilateral e segmentados (fase embrionária).
Transcript
FILO DOS CORDADOS
  • FiloChordata – grandes animais existentes na Terra, dentre eles, o homem.
  • Grande adaptação, diversos hábitos de vida, grande complexidade e de excelente exploração ambiental.
  • Um dos filos mais conhecidos.
  • Geralmente, simetria bilateral e segmentados (fase embrionária).
  • Encontramos os vertebrados e alguns invertebrados.
  • Grande celoma.
  • Provavelmente, apresentava ancestral comum com equinodermos.
  • Características de Cordados
  • Tubo nervoso dorsal oco
  • Notocorda: bastão fibroso e flexível para sustentação do animal, abaixo do cordão nervoso, nos vertebrados dará origem à coluna vertebral
  • Fendas faringeanas ou branquiais: aberturas pares que servem para saída de água na respiração.
  • Cauda que se estende para trás do ânus
  • Lembre-se que estas características devem aparecer pelo menos na fase embrionária, depois podem desaparecer!Hemicordados
  • Filo?Sub-filo?Classe?
  • Estes animais têm aspecto vermiforme, +-1,5m, são marinhos e vivem em túneis que escavam na areia usando sua probóscide (tromba).
  • Representante: Balanoglossus
  • Este grupo já foi classe de Protocordado, subfilo de Cordado, mas, estudos recentes revelam que a estrutura confundida com notocorda é, na verdade, uma bolsa bucal (extensão da cavidade faringeana).
  • Portanto, consideremos os Hemicordados como um Filo a parte.HemicordadosProtocordados
  • São animais simples, marinhos e sem vértebras, crânio ou encéfalo.
  • Também chamados de cordados inferiores: encontramos os urocordados e cefalocordados.
  • Urocordados
  • Esta linhagem compreende os tunicados
  • Sésseis ou flutuantes
  • Solitários ou em colônias
  • De tamanho microscópico até 30cm
  • +-2500 espécies
  • Principais animais: ascídias
  • Corpo globoso com a base presa no substrato.
  • Envolvida por uma túnica de polissacarídeo raro em animais resistente (por isso o nome)
  • Contato com o exterior pelos sifões inalante e exalante
  • Urocordados
  • Quase todo corpo formado pela cesta faringeana
  • Quandoadultasperdem o tubonervoso e a notocorda
  • Apenas as larvas apresentam características de cordados (semelhante a girino)
  • São hermafroditas ou sofrem brotamento
  • UrocordadosCefalocordados - lanceolados
  • Pequeno grupo – anfioxo – mais próximo de vertebrados
  • Formato parecido com peixe (5cm)
  • Águas rasas e com corpo parcialmente enterrado nas areias
  • Tentáculos ao redor da boca (cirros)
  • Corpo segmentado e musculatura em “V”
  • A notocorda desse animal é presente a vida toda
  • Filtradores
  • Dióicos com fec. Externa e desenvolvimento indireto
  • CefalocordadosVertebrados (sub-filo)
  • Coluna vertebral, crânio e encéfalo
  • Locomoção mais rápida (apêndices)
  • Órgãos sensoriais desenvolvidos, grande encéfalo protegido pelo crânio
  • Órgãos internos suspensos num grande celoma
  • Ciclostomados, peixes e tetrápodes (anfíbios, répteis, aves e mamíferos)
  • Ciclóstomos (classe)
  • Vertebrados “inferiores”
  • Lampréias (marinho e água doce), peixes-bruxa (feiticeira) marinhos do hemisfério norte
  • Formato alongado com boca circular desprovida de mandíbula – agnatas
  • nadadeiras medianas ímpares e cabeça indiferenciada
  • Sem escamas, mas com linha lateral
  • Boca com dentículos e ventosa – ectoparasita de peixe – hematófago; necrófagos
  • CiclóstomosPeixes
  • São vertebrados aquáticos providos de nadadeiras e mandíbula (Gnatha).
  • Dividimos em duas classes: Osteichthyes (peixes ósseos) e Chondrichthyes (peixes cartilaginosos).
  • Mandibulados (gnatos)
  • Arcos branquiaisdãoorigemàsmandíbulas – novidadeevolutivaimportante – predação!!!
  • Placoderme
  • Chondrichthyes (cartilaginosos)
  • Tubarões, raias e quimeras.
  • Esqueleto cartilaginoso
  • Maioria de água salgada
  • Variam de 80cm a 18m
  • Em geral, 1 nadadeira dorsal grande e uma pequena, 1 caudal (heterocerca), 1 par de peitorais e 1 par de pélvicas.
  • Boca ventral
  • Mandíbulamóvel
  • 5 a 7 pares de fendas branquiais
  • 1 par de espiráculos atrás dos olhos (entrada de água quando o animal está parado)
  • Escamas dermo-epidérmicas (placóides)
  • Não apresenta bexiga natatória (óleo no fígado)
  • Tubo digestório completo com válvula espiral (tiflossole)
  • Respira por brânquias (sem opérculos)
  • Coração com duas câmaras
  • Um par de rins (amônia ou uréia) – uremia fisiológica
  • Cloaca (abertura do digestório, excretor e reprodutor)
  • Dióicos de fecundação interna, macho com 1 par de clásperes (cópula)
  • Ovíparos, ovovivíparos e até vivíparos
  • Desenvolvimento direto
  • Tubarões
  • A maioria dos tubarões são predadores e máquinas de caçar podendo nadar a mais de 60km/h
  • Olfato muito desenvolvido, porém a maioria com visão debilitada para foco
  • Ampolas de Lorenzini no focinho (eletrosensorial) guia e sente qualquer campo eletromagnético
  • Osso do maxilar sem contato com crânio permite que a “dentadura” da boca ventral seja lançada para frente
  • Duas ou três fileiras de dentes trocadas de 15 em 15 dias
  • Linha lateral desenvolvida – pressão, vibração e temperatura
  • Muito bem adaptado há mais de 150 milhões de anos
  • Confunde surfistas e banhistas com focas e tartarugas
  • Raias ou Arraias
  • De água doce e salgada
  • Corpo achatado dorso-ventralmente
  • Fendas ventrais
  • Geralmente no fundo dos mares
  • Nadadeiras peitorais ao redor do corpo (circular)
  • Ferrão na região posterior do corpo que pode ter veneno e algumas até podem ser elétricas
  • Quimeras
  • Mares do hemisfério norte
  • Menos de 1m
  • Grandes profundidades
  • Olhos enormes
  • Osteichthyes (ósseos)
  • Mais de 30 mil espécies
  • Todos ambientes aquáticos
  • Vários tamanhos, cores e formas
  • Alguns se deslocam por terra e até sobem em galhos baixos (perca-trepadora), outros são pulmonados e se cobrem de lama (meses fora d`água), alguns planam no ar (peixes-voadores) e outros são tóxicos e podem matar (baiacu)
  • Peixe-lua – 900Kg
  • Gobião – 8mm
  • Predomina esqueleto ósseo e nadadeiras pares
  • Uma nadadeira dorsal com raios (espinhos) e uma dorsal mole (sem raios) que pode ser ausente, uma nadadeira caudal, uma anal, um par de peitorais e pélvicas
  • Escamas dérmicas
  • 4 pares de fendas branquiais (em uma câmara) protegidas por opérculos (guelrra)
  • linha lateral mais desenvolvida
  • bexiga natatória com vários gases (nos pulmonados capta o O2 e é vascularizada)
  • ânus separado da abertura urogenital
  • Olhos laterais sem pálpebras
  • Cauda homocerca ou dificerca
  • Epiderme secreta muco para locomoção
  • Escamas imbricadas (telhado) e músculos segmentares (miômeros)
  • Podem aparecer cromatóforos
  • Alguns podem provocar choques elétricos (+ de 500 Volts)
  • Migrações para reprodução (piracema)
  • fecundação externa ou interna
  • ovíparos ou ovovivíparos (até vivíparos)
  • desenvolvimento direto ou indireto (larvas são chamadas de alevinos)
  • Podem fazer ninhos; cuidado parental; cavalo-marinho (macho incuba os ovos)
  • Alguns são bioluminescentes
  • O peixe-pescador apresenta o primeiro raio da nadadeira dorsal voltada para frente com um órgão luminescente (fotóforos) como uma isca.
  • Evolução Alguns peixes utilizavam seus sacos pulmonados para complementar o trabalho das brânquias em épocas de seca ou em águas pobres em oxigênio. Conseguiram então invadir a terra, mas o fato de suas barbatanas serem não-articuladas fez com que não conseguissem se locomover em terra firme. Mais tarde as nadadeiras foram articuladas e esses conseguiram se locomover então em terra. Alguns descendentes de peixes primitivos com nadadeiras articuladas começaram a utilizar alimento de fora d’água e foram se adaptando à vida na terra. Essa linhagem deu origem aos tetrápodes (animais com quatro membros): anfíbios, répteis, aves e mamíferos.
    Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks